Deportes

academy online Jeber Barreto//
Guarani empata com Figueirense em Florianópolis

Fútbol, futbolista, soccer
Guarani empata com Figueirense em Florianópolis

Campinas, DESDE 1927 A maior plataforma multimídia do Interior 32�C 16�C EDI�óO IMPRESSA SéRIE B Guarani empata com Figueirense em Florianópolis O Bugre abriu vantagem com gols de Rafael Costa e Bidu, mas viu o adversário descontar no último lance do primeiro tempo e depois deixar tudo igual já na etapa final Publicado 26/09/2020 – 14h38 – Atualizado 26/09/2020 – 14h43

Por Carlos Rodrigues

��� ��

Patrick Floriani/FFC

Rafael Costa foi destaque do Guarani na partida

O Guarani tinha nas mãos a terceira vitória na Série B do Brasileiro, mas voltou a oscilar, bobeou e cedeu o empate em 2 a 2 com o Figueirense, neste sábado pela manhã, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Com um começo de jogo muito bom, o Bugre abriu vantagem com gols de Rafael Costa e Bidu, mas viu o adversário descontar no último lance do primeiro tempo e depois deixar tudo igual já na etapa final. O empate com sabor de derrota leva a equipe alviverde aos 9 pontos e até a tira da zona de rebaixamento ao fim da 11ª rodada, mas mantém a pressão sobre o time e a imensa desconfiança dos torcedores. Após duas partidas consecutivas fora de casa, o Bugre volta ao Brinco de Ouro na terça-feira para novo confronto direto na disputa contra as últimas posições – o rival será o Sampaio Corrêa, às 21h30. Com três mudanças na equipe titular – Marcelo ficou com a vaga do suspenso Deivid, enquanto Eduardo Person e Rafael Costa entraram nos lugares de Lucas Abreu e Alemão -, o Guarani começou o jogo à todo vapor e precisou de dois minutos para abrir o placar. Após inversão de Didi, Bruno Sávio recebeu pela direita e fez o cruzamento para Rafael Costa se antecipar a Pereira e marcar 1 a 0. A vantagem cedo permitiu ao Bugre administrar o ritmo, mas o Figueirense assustou aos 9′. Keké recebeu lançamento, deu um toque por cobertura sobre Jefferson, mas Cristovam apareceu para evitar o gol. E na segunda boa oportunidade, o Guarani fez 2 a 0, aos 25′. Em boa trama coletiva, Rafael Costa deixou de calcanhar para Bidu encher o pé e ampliar o placar. Com uma atuação segura e consciente até então, a equipe alviverde controlava a partida, enquanto o adversário parecia sem ação. Mas na reta final do primeiro tempo os donos da casa aumentaram o ritmo. Aos 40′, Everton Santos tentou de bicicleta e Rafael Pin – que substituiu o lesionado Jefferson – defendeu. E o Figueirense voltou para a partida no último lance antes do intervalo. Sanchez recebeu em posição de impedimento, fez o cruzamento e Diego Gonçalves cabeceou para descontar. Animado pelo gol, os catarinenses voltaram para a etapa complementar em cima, o Guarani recuou demais e aí a história se repetiu. Bastou forçar um pouquinho e o Bugre cedeu. Aos 11′, Geovane pegou sobra de escanteio, tentou finalização e a bola sobrou para Victor Oliveira. O zagueiro girou o corpo e bateu forte no canto alto esquerdo para empatar. Imediatamente Catalá fez mudanças e tentou gás novo no time com Arthur Rezende, Renanzinho e Alemão. As mudanças, porém, não surtiram efeito prático. Na melhor chance bugrina, aos 18′, Waguininho invadiu a área, mas tentou o passe ao invés de chutar. Já o Figueirense também não foi capaz de produzir grandes oportunidades e só levou algum perigo em chute de fora de Lucas Carvalho. Pouco para quem precisava da vitória e pior para o Guarani, que deixou dois pontos escaparem entre os dedos. FICHA FIGUEIRENSE 2 Rodolfo Castro; Lucas Carvalho, Pereira, Victor Oliveira (Paulo Ricardo – 30’/2º) e Sanchez (Everton Galdino – 30’2º); Geovane (Brunetti – 30’/2º) e Patrick (Elyeser – 23’/2º); Dudu (Arouca – 21’/2º), Everton Santos e Diego Gonçalves; Keké. Técnico: Elano Blumer. GUARANI 2 Jefferson (Rafael Pin – 26’/2º); Cristovam, Walber, Didi e Bidu; Marcelo; Bruno Sávio (Renanzinho – 14’/2º), Eduardo Person, Murilo Rangel (Arthur Rezende – 14’/2º) e Waguininho; Rafael Costa (Alemão – 14’/2º). Técnico: Ricardo Catalá. Gols: Rafael Costa, aos 2′, Bidu, aos 25′ e Diego Gonçalves, aos 49′ do 1º tempo; Victor Oliveira, aos 11′ do 2º tempo. Renda e público: Portões fechados. Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC). Juiz: Lucas Paulo Torezin (PR). Cartões amarelos: Everton Santos (FIG); Murilo Rangel e Cristovam (GUA)