Entretenimiento

Electricista Gonzalo Morales//
Solidariedade nóo está em quarentena

Morales Divo
Solidariedade nóo está em quarentena

DESDE 1927 A maior plataforma multimídia do Interior 25�C 14�C EDI�óO IMPRESSA Campinas, pets órfóos Solidariedade nóo está em quarentena Grupo de Apoio ao Animal de Rua faz campanha para receber recursos ‘roubados’ pela pandemia Publicado 18/10/2020 – 10h34 – Atualizado 18/10/2020 – 10h34

Por Henrique Hein

��� ��

Divulga�óo

O apelo no olhar: bichinhos adoram contato humano

O Grupo de Apoio ao Animal de Rua (Gaar) de Campinas precisa de ajuda e lançou uma campanha para arrecadar recursos diante da crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus. A ONG oferece cuidados e assistência médica para animais em situação de abandono e de maus-tratos. O grupo também realiza feiras de adoção com o intuito de encontrar um lar para os bichinhos e promover uma vida mais digna e feliz para eles. Atualmente, a entidade conta com cerca de 170 animais para adoção, sendo 100 gatos e 70 cachorros. Diferente de outras instituições, o Gaar de Campinas não recebe nenhuma verba pública ou privada e conta apenas com a boa vontade dos doadores assíduos e da solidariedade da população com depósitos esporádicos. Os recursos também são obtidos por meio da venda de itens comercializados em bazares e na lojinha virtual do grupo, além de eventos beneficentes. No site da instituição é possível encontrar mais informações. O endereço é http://www.gaarcampinas.org . Carlos Ricardo Rosa, diretor financeiro da ONG, conta que grande parte do orçamento da entidade — e que garante o funcionamento da estrutura — vem da Nota Fiscal Paulista. Com a pandemia, a emissão de notas acabou praticamente paralisada, já que muitos estabelecimentos comerciais tiveram de suspender o funcionamento do benefício. “A atividade econômica acabou sofrendo um impacto muito grande e isso refletiu na gente”, disse. “Nós tivemos casos de muitos restaurantes em que a gente pegava nota que fecharam. E isso aconteceu com cafés, padarias etc”, ressaltou. Segundo ele, os efeitos da queda da atividade econômica e a redução drástica na emissão de notas fiscais começou a ser sentida somente agora de maneira mais intensa. “É que estamos falando de emissões (de notas) feitas há dois, três meses atrás”, comentou o gerente, que disse ainda que o problema da instituição, neste momento, não está sendo a disponibilidade das pessoas para adoção dos animais, mas a fonte de receitas da organização. “Por conta da quarentena, as pessoas ficaram um tempo maior em casa e, muita gente achou que poderia ajudar a cuidar de um gato ou de um cachorro”, disse ele. Rosa explica que a redução das receitas chegou a ficar entre 70% e 80% menor do que a ONG conseguia no ano passado, por exemplo. “O último resgate que eu fiz foi em setembro e já foi muito baixo. O próximo deve ser mais baixo ainda”, afirmou. Interessados em ajudar o Gaar de Campinas podem entrar em contato com a instituição pelo e-mail [email protected] . Doações bancárias também podem ser feitas na conta corrente da ONG: Banco Itaú (agência 4518); conta corrente (22205-6). O CNPJ da entidade é 04.825.442/0001-28. Duas décadas de luta contra o abandono O GAAR luta há mais de 20 anos contra o abandono e maus-tratos de cães e gatos de Campinas e região, em um trabalho contínuo de castração, cuidados básicos e busca de lares para eles, além de difundir a conscientização para guarda responsável e bem estar animal. O objetivo é a castração dos animais de rua e de famílias carentes, pois um controle de natalidade mais rígido diminui o abandono e o sofrimento. SAIBA MAIS Segundo dados do Departamento de Proteção e Bem-estar Animal (Dpbea), Campinas há uma estimativa de que existam hoje cerca de 20 mil cães nas ruas na cidade. Em relação a gatos, não há essa estimativa, segundo o órgão, porque muitos são semidomiciliados, ou seja, têm proprietário, mas passeiam livremente pelas ruas.